Goinfra anuncia retomada de obras civis em todo Estado

A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) anuncia a retomada das obras civis no Estado. Entre as construções, iniciadas e não concluídas pelo governo anterior, estão hospitais, presídios, centros de atendimentos socioeducativos, ginásios de esportes, ampliação e reformas de prédios públicos. Todos os contratos passaram por revisão e tiveram os valores renegociados. Investimentos do governo estadual em obras civis devem chegar a R$ 250 milhões até 2020.

De acordo com o presidente da Goinfra, Pedro Sales, essas obras foram paralisadas principalmente em razão de o governo anterior não ter cumprido pagamento com as empreiteiras, além de outras irregularidades encontradas em documentos e no processo de gestão. “Foi necessária a realização de um trabalho consistente de auditoria para corrigir graves distorções encontradas nos contratos”, afirma. “Após sanar os problemas, tivemos condições de renegociar melhor com os fornecedores para obter condições mais vantajosas para os cofres públicos”, destaca.

Sales avalia que, para fazer uma boa gestão dos recursos públicos, é necessário que se tenha um bom planejamento e uma relação de transparência com fornecedores e empreiteiras. “Temos o combate à corrupção, que já se tornou marca do governo Ronaldo Caiado, como importante aliado para realizar mais obras públicas com menos dinheiro”, pontua.

Entre as obras retomadas, estão os presídios de Águas Lindas e de Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, que estão, respectivamente, com 70% e 50% da estrutura concluída. As duas edificações devem ficar prontas em 2020 e gerar cerca de 700 vagas para o sistema prisional goiano. Em setembro, a Goinfra já havia concluído e inaugurado o presídio de Planaltina, com capacidade para abrigar 388 detentos.

Também serão finalizadas as obras do Hospital Regional de Uruaçu, dos ginásios de esportes de Baliza, Bonópolis, Vila Propício, Cidade Ocidental e Taquaral, além dos centros de atendimentos socioeducativos de Itaberaí, Itumbiara, Porangatu e São Luís de Montes Belos.

A diretora de Obras Civis da Goinfra, Marcela Scalco, ressalta que este ano foi dedicado a ajustes administrativos e financeiros para que o órgão pudesse se readequar e, com isso, retomar os investimentos. “Já emitimos as ordens de serviços para a conclusão de obras que vêm se arrastando há quase uma década. Estamos trabalhando para entregar todas elas em 2020”, salienta.

Em novembro, Pedro Sales manteve encontros com a secretária de Desenvolvimento Social, Lúcia Vânia, para formalizar as ordens de serviços dos centros socioeducativos (Cases) de Itaberai, Itumbiara, Porangatu e São Luis de Montes Belos. Com a assinatura do documento, as quatro obras foram reiniciadas e devem ser inauguradas em meados de 2020. Algumas delas estavam paralisadas desde 2014.

Fotos: Divulgação
Comunicação Setorial da Goinfra

Categoria:Notícias Boas Novas